Na noite da última sexta-feira (10/03) fomos surpreendidos com uma contratação simplesmente espetacular. Ted Thompson deu um tapa na cara dos haters ao anunciar a contratação do TE Martellus Bennett, algumas horas depois de não chegar a um acordo com Jared Cook.

Martellus Bennett foi draftado pelos Cowboys em 2008. Em seu ano de calouro, Bennett conseguiu números expressivos para quem acabava de entrar na NFL: 20 recepções, 283 jardas e 4 touchdowns. Permaneceu por mais 3 anos na equipe dos Cowboys, mas não se tornou um ídolo por lá (convenhamos não é fácil ter a concorrência de um dos maiores TE da história, Jason Witten) e acabou se transferindo para um dos maiores rivais, senão o maior, dos Cowboys, os Giants.

Bennett jogando pelos Cowboys (foto: www.mysanantonio.com)

Em New York, Bennett teve sua melhor temporada como profissional até então, foram 55 recepções, 626 jardas e 5 touchdowns, porém a equipe dos Giants se despediu mais cedo daquela temporada e não conseguiu a vaga para os playoffs. Então, em 2014, foi novamente negociado chegando à sua terceira franquia em três anos, Bennett chegava em Chicago para ser nosso rival de divisão.

Jogando pelos Bears, Martellus Bennett conseguiu sua melhor sequência em uma franquia, durante sua passagem de três anos, Bennett conseguiu 208 recepções, 2114 jardas e 14 touchdowns, um desempenho fantástico. Para seu azar, os Bears tiveram desempenhos coletivos pífios e nesses três anos Bennett não conseguiu jogar nenhuma partida de pós-temporada (em sua carreira até então, jogou apenas 2 partidas de pós-temporada, ambas pelos Cowboys em 2009).

Em 2016 Bennett desembarcou em Foxborough, para assinar com o New England Patriots. Durante as cinco primeiras semanas Martellus foi o recebedor mais eficiente dos Patriots com 21 recepções, 314 jardas e 4 touchdowns. Depois de Gronk ter sido movido ao injured reserve no início de dezembro, Bennett foi nomeado como TE nº 1 dos Patriots. Jogando em New England, Martellus teve uma temporada muito sólida com 55 recepções, 701 jardas e 7 touchdowns (maior número de TD na carreira em uma temporada). Menção honrosa aqui para a partida contra o Atlanta Falcons, no Super Bowl, onde ele ajudou o Patriots a conseguir aquela virada épica, foram 5 recepções para 62 jardas.

Martellus Bennett comemorando o título do Super Bowl LI (foto: www.packers.com)

E então na última sexta (10/03), M. Bennett assinou com os Packers por três temporadas por $21 milhões no total. Em uma entrevista concedida a Wes Hodkiewicz, repórter do www.packers.com, Martellus disse que vai ser muito legal jogar em uma equipe com uma história gigantesca como os Packers e com muitos ídolos do passado. “Assistindo os Packers ano passado, eu vi algumas coisas como Aaron Rodgers como QB, Jordy Nelson no outside, Randall Cobb e todo o talento do time, eu pensei que seria um ótimo lugar para entrar e tentar adicionar ao que eles já têm” disse Bennett. “Eu odiava jogar contra Aaron”, disse Bennett rindo. “Eu acabei de falar com ele, eu disse: ‘Eu odeio aquele cara do outro lado’, mas vai ser bom estar do mesmo lado com ele receber seus passes. Eu o vi fazer várias jogadas incríveis e ele tem sido um dos melhores há muito tempo. Eu só vou tentar entrar e contribuir com meu melhor”. Martellus em sua entrevista também comentou como será jogar no Lambeau Field: “Sempre foi um ambiente hostil como equipe visitante. Vai ser bom eles estarem torcendo por você, em vez de contra você, porque essa multidão fica a loucura”

Antes mesmo do anúncio oficial, Bennett já posava com o boné dos Packers (foto: instagram @martellusb)

Então para você, caro leitor, Ted Thompson acertou na contratação de Martellus Bennett?