Faaaaaaaaaaala nação cabeça de queijo!!! Chegou! Chegou! Finalmente a temporada regular começou e a nossa longa espera de sete meses chegou ao fim… e para começar com tudo, logo nesta primeira semana o Packers recebeu um grande adversário e candidato ao título da NFC: o Seattle Seahawks. O jogo foi no Lambeau Field e tivemos que enfrentar uma grande defesa e um ótimo quaterback.

O jogo começou meio “amarrado” e bem mais difícil do que esperávamos, com a defesa jogando muito bem e não dando tempo para o camisa 3 de Seattle e sendo monstruosa contra o jogo terrestre (principalmente contra Eddie Lacy kkk). Porém, a outra defesa em campo também jogou muito bem no primeiro tempo e não deu chance aos nossos wide receivers, além de ter 4 sacks contra Aaron Rodgers.

(fonte: packers.com)

No segundo tempo nosso ataque conseguiu ser um pouco melhor e se aproveitou das lesões e do cansaço da defesa adversária. O jogo terminou 17 a 9 para os Packers e foi o primeiro passo na temporada regular.

Falando agora sobre os nossos rookies, como será que eles se saíram neste primeiro jogo “de verdade” da carreira profissional de cada um? Por ser o primeiro jogo, muitas dúvidas eram colocadas sobre os garotos: será que sentiriam a pressão? Será que jogariam bem contra Russel Wilson e a Legion of Boom? Nossos running backs calouros seriam capazes de correr contra a boa linha defensiva de Seattle? King e Jones melhorariam nossa secundária?

É claro que ainda é muito cedo para responder todas essas questões, afinal estamos apenas na semana 1 da temporada. Mas com esta primeira partida já conseguimos ter algumas impressões sobre como a classe de draft de 2017 vai se sair em Green Bay.

Vamos à elas:

Kevin King – Cornerback

Foi uma boa estréia para o calouro vindo de Washington, apesar de jogar em muito poucos snaps. King passou o primeiro tempo da partida contra os Seahawks atuando como gunner no special team e mais uma vez foi sólido e não permitiu grandes avanços de Tyler Lockette.

Já no segundo tempo, alinhou algumas vezes como slot cornerback e quando foi exigido correspondeu bem. Ele não cedeu muito espaço para os recebedores, o que até certo ponto era uma preocupação devido à algumas falhas que King teve nesse quesito durante a pré-temporada.

Teve dois lances muito bons no jogo: o primeiro fazendo uma boa cobertura do running back Carson de Seattle que seria firstdown, e o segundo participando da jogada do “Tackle Voador” junto com Ha Ha Clinton-Dix, evitando a recepção na linha de 4 jardas e a 1ª para o gol dos Hawks. Para o primeiro jogo da carreira Kevin King foi bem, mas vale lembrar que também não foi muito exigido.

Nota: B

Josh Jones – Safety

Jones foi mais um jogador que contribuiu muito no special team. Apesar de não ser um gunner propriamente dito, sua velocidade é muito grande, o que faz com que ele esteja sempre perto da bola nas jogadas de kick off e de retornos.

Não cometeu erros e teve até um tackle no fim do primeiro tempo, não dando nenhuma jarda de avanço no retorno de Seattle. Infelizmente ele não teve participação na defesa, talvez pelos jogadores considerados titulares terem ido tão bem no jogo. Sendo assim, vamos dizer que foi um jogo “OK” de Josh Jones.

Nota: C+

Jamaal Willians – Running Back

Outro que pouco jogou…mas nas chances que teve não comprometeu. Jamaal atuou pouco devido a boa partida de Ty Montigomery que talvez tenha sido nosso principal jogador de ataque nesta partida.

Willians entrou duas vezes no jogo todo, a primeira no fim do 2ºquarto e depois só na fase final da partida, substituindo o contundido camisa 88. Nesses poucos momentos Jamaal até conseguiu ser produtivo, terminando com 2 corridas para 9 jardas e indo bem nas vezes em que ficou no pocket para proteger Aaron Rodgers.

No decorrer da temporada acredito que as participações dele em campo irão aumentar, pois vamos pegar outras boas defesas como a de Seattle e expor Montigomery à apanhar tendo muitas carregadas por jogo pode ser temerário. Vamos esperar mais para avaliar Jamaal, por enquanto ele está na média.

Nota: C

Aaron Jones – Running Back

Estranhamente ele não foi ativado para esta partida de estréia, já que para muitos ele havia sido nosso melhor running back durante a pré-temporada. Ainda não foi divulgado se Jones sofreu alguma lesão ou teve algum tipo de problema.

Nota: sem nota

Devante Mays – Running Back

Atuou algumas vezes nos special teams mas não teve participação direta no jogo.

Nota: sem nota

Justin Vogel – Punter

Nosso novo punter teve seu jogo mais consistente até agora. Foi muito bem no primeiro tempo da partida onde ocorreu um verdadeiro festival de punts, e mostrou segurança em suas ações, inclusive com um chute dado de dentro na endzone de Green Bay.

Vogel terminou com 5 punts e média de 43.8 jardas/punt, sendo o mais longo deles de 57 jardas. Ele também foi mais sólido no tempo em que deixou a bola no ar, o que fez com que a cobertura dos retornos de Seattle fosse muito boa.

É claro que ele ainda precisa melhorar. Só para comparar, o punter do Seahawks chutou 4 bolas atrás da linha de 20 jardas dos Packers, enquanto Vogel fez isso apenas uma vez, mas isso só a experiência vai trazer. Para uma primeira partida está bom.

Nota: B –

(fonte: packers.com)

Os outros rookies undrafted, o cornerback Lenzy Pipkins e o pass rusher Chris Odom também não jogaram. Vamos ver se recebem alguma chance na semana 2.

Injury Report*

Montravius Adams: ainda está fora devido à lesão, mas voltou a treinar de forma limitada nesta última semana e tem chances de estrear em breve;

Vince Biegel: não jogou por causa de uma lesão no pé e está na PUP list (player unable to perform), o que significa que ele deve voltar aos treinos apenas após a semana 8.

Bom cabeças de queijo, isto é que podemos dizer do desempenho dos nossos calouros neste jogo contra o Seahawks. O próximo passo rumo ao Troféu Vince Lombardi é no domingo contra os Falcons em Atlanta, o jogo do Sunday Night. Esperamos que nossos corredores calouros possam ter um jogo melhor e tenham mais sintonia com a linha ofensiva, já que teoricamente, o combate a corrida dos Falcons não é tão bom quanto o do Seahawks. Por outro lado, Kevin King e Josh Jones devem ser mais exigidos, pois o grupo de recebedores de Atlanta é muito bom.

Será uma partida muito difícil por se tratar da inauguração do novo estádio dos Falcons, sem falar na qualidade do adversário. Além do mais, todos sabemos o sofrimento que passamos nos dois últimos jogos contra eles…entretanto, acredito numa partida melhor dos rookies, pois aquele famoso “frio na barriga” da estréia já terá passado. Que venha mais uma vitória! E Go Pack Go!!!