Rookie do Cheeseheads Brasil, torcedor do Maior time da NFL desde os 11 anos. Fanático pela história desse tal time de Wisconsin que amamos. E Torcedor do Legítimo Campeão da Copa do Brasil de 94.

Donald Montgomery Hutson, ou simplesmente Don Hutson, nasceu no dia 31 de Janeiro de 1913, em uma cidadezinha do Arkansas chamada Pine Bluff. Durante sua infância, por um tempo foi escoteiro. Segundo o próprio Hutson, foi nesse período que ele desenvolveu sua velocidade.

Desde cedo, Hutson mostrava seu talento como atleta. Durante sua adolescência, Hutson jogou beisebol e basquete. Mas, para a sorte de uma certa franquia de Wisconsin, o esporte que ele escolheu para jogar na faculdade foi o futebol americano.

Em 1932, Hutson começou sua carreira universitária por Alabama jogando com End(uma espécie de posição ancestral dos wide receivers atuais). Aquele time de Alabama jogava com 2 ends, o parceiro de posição de Hutson durante aqueles 3 anos foi simplesmente Paul “Bear” Bryant, que não foi um grande jogador, mas anos depois se tornou um dos maiores técnicos da história do college football, liderando Alabama em 6 títulos nacionais e com um record de 323 vitórias e 85 derrotas.

Alabama não foi muito longe nos primeiros dois anos com Don Hutson por lá. Mas em 1934, seu último ano de faculdade, Alabama se sagrou campeã nacional invicta, e Hutson foi escolhido como o melhor de sua posição.

Hutson chamou a atenção da NFL, e chegou a assinar contrato com dois times diferentes: o Green Bay Packers e o Brooklyn Dodgers(franquia que acabou em 1945). Hutson acabou optando pelo Packers, que lhe ofereceu o maior contrato para um jogador até a época, 300 dólares por jogo. O valor era tão absurdo, que o time após cada jogo depositava 150 dólares em um banco e 150 em outro para que ninguém soubesse o quanto Hutson realmente ganhava.

Hutson fazia mágica em campo. Em sua primeira recepção já mostrou a que veio, um passe de 83 jardas de Arnie Herber para touchdown. Esse foi o primeiro de 6 touchdowns que Hutson receberia em seu ano de calouro, maior marca da liga. Em seu segundo ano, Hutson quebrou os recordes de passes recebidos, jardas recebidas e touchdowns recebidos com 34 recepções, 536 jardas e 8 touchdowns. Para coroar o seu ano magnífico, o Packers foi campeão da NFL batendo o Boston Redskins por 21×6.

O recorde de 8 touchdowns seria quebrado dois anos depois, em 1938, por ele mesmo, quando recebeu 9 touchdowns. Nesse ano, o Packers novamente chegou na final da NFL, mas o Giants saiu campeão. No ano seguinte, Hutson quebrou novamente o recorde de jardas recebidas, com 846, e mais uma vez o Packers foi à final da liga. Hutson e os outros comandados de Curly Lambeau teriam a chance de se vingar do Giants, e não desperdiçaram. Vitória arrasadora por 27×0.

Para deixar seus feitos ainda mais impressionantes, vale ressaltar que Hutson também jogava como defensive back. E também era excepcional na defesa, a liga só começou a registrar o número de interceptações em 1940, mas sabe-se que entre 1935 e 1939, Hutson conseguiu impressionantes 32 interceptações, isso em uma época em que o foco dos ataques era correr com a bola.

Em 1940, Hutson recebeu seu 39° passe para touchdown, se tornando o líder isolado de passes recebidos para touchdown. Hutson só seria superado mais de 40 anos depois, por Steve Largent, em 1989.

Em 1941, Hutson foi escolhido como MVP da liga após receber 10 touchdowns. No ano seguinte, Hutson mais uma vez foi o MVP, e teve talvez a melhor temporada de um jogador em toda a história da liga. Duvida? Aqui vão os números: 74 recepções, 1211 jardas e 17 touchdowns. Esses números já são bem expressivos se tivessem sido alcançados em 2016, mas Hutson fez isso em 1942. Sim, 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, 75 anos atrás. E para completar, ele ainda interceptou 7 passes. Caso tivesse feito isso em 2016, Hutson lideraria a liga tanto em passes para touchdowns, como em interceptações. Tem como deixar esses dados ainda mais assustadores? Claro que tem, Hutson fez tudo isso jogando 11 jogos. (OFF: E ainda dizem que o marido da Gisele é o maior da história.)

Don Hutson, para muitos, o maior jogador da história dos Packers. Fonte: Packers.com

Após tudo isso, Hutson anunciou sua aposentadoria no começo de 1943. Mas mudou de ideia e voltou para Green Bay, e teve mais um ano excelente. Foi o melhor ano de Hutson como defensor, com 8 interceptações, uma delas retornada para touchdown após Hutson correr 83 jardas. No ataque, ele recebeu 776 jardas e 11 touchdowns, mais uma vez liderando a liga. Além disso, em 1943 Hutson lançou seu primeiro e único passe como profissional, o resultado não poderia ser outro, touchdown de 38 jardas para Harry Jacunski, em partida contra o Chicago Bears.

Após a temporada, Hutson anunciou novamente sua aposentadoria. E outra vez mudou de ideia(Favre é você?), só que dessa vez, além de jogar, Hutson também foi um dos assistentes de Curly Lambeau. Nesse ano, o Packers novamente foi campeão, em mais uma final contra o Giants, vitória por 14×7. Depois do título, Hutson mais uma vez decidiu se aposentar, e mais uma vez voltou atrás.

1945 foi a temporada de despedida de Don Hutson, foi uma temporada novamente em alto nível. Com 9 touchdowns e 4 interceptações.

Hutson após a temporada se aposentou, dessa vez de forma definitiva.

Com uma carreira de tamanho sucesso, Hutson foi o primeiro jogador da história do Packers a ter a camisa aposentada. Desde o dia 2 de Dezembro de 1951, ninguém pode usar a camisa 14 do time de Green Bay. Também de 1951, Hutson entrou para o Wisconsin Athletic Hall of Fame e no College Football Hall of Fame. Em 1963, foi escolhido para o Pro Football Hall of Fame e em 1968 entrou para o Green Bay Packers Hall of Fame.

Foi escolhido para a seleção da década de 1930 da NFL, e para as seleções especiais de aniversário dos 50 anos da Liga, em 1970, e de 75 anos, em 1994. Em 2012, a NFL Network o escolheu como o maior jogador da história do Green Bay Packers.

Em 1994, durante os anos de Ron Wolf como General Manager, o Packers inaugurou seu novo centro de treinamento, em uma rua atrás do Lambeau Field e o homenageou, dando ao local o nome de “Don Hutson Center”.

Um detalhe interessante é que Hutson também era bom de negócios. Ainda quando jogava, Hutson inaugurou uma pista de boliche em Green Bay, inclusive suas primeiras tentativas de aposentadoria teriam sido para se dedicar exclusivamente ao negócio, mas ele voltou atrás. Após sua aposentadoria ele fundou a Hutson Motor Car Company, e tinha agências da Chevrolet e da Cadillac.

Depois de um tempo, Hutson também se aposentou dos negócios e se mudou para Rancho Mirage, na Califórnia, onde viveu até sua morte, em 26 de Junho de 1997, aos 84 anos.

“Ele é certamente o maior jogador da história da Franquia. Na época em que ele jogou, ninguém foi tão dominante.” Ron Wolf