Fã recente do Green Bay Packers, cada vez mais apaixonado pelo esporte e por esse time verde e amarelo.

Lista de jogadores do Green Bay Packers que estão no Hall da fama da NFL

 

1963 – Earl L. (Curly) Lambeau   

[1] Founder, Coach (1919-49)

Co-fundou os Packers em 1919 e foi técnico da equipe até a temporada de 1949. Ganhou seis títulos pela NFL, empatando com George Halas em maior número de conquistas. Ele também foi o primeiro técnico da NFL a usar o passe para frente como parte integrante do ataque de sua equipe. Ele foi um de seis técnicos na história da liga a ganhar mais de 200 jogos na temporada regular. Os demais foram Don Shula, George Halas, Tom Landry, Marty Schottenheimer e Bill Belichick. Além das suas 29 temporadas com técnico do Packers, ele também treinou o Chicago Cardinals (1950-51) e Washington Redskins (1952-53). Seu histórico em temporada regular é de 226 vitórias, 132 derrotas e 22 empates com um aproveitamento de 63,1%. Também jogou como halfback no Packers de 1919 até 1929 em um Notre Dame Box Offense e foi um dos mais produtivos passadores na era pré-estatísticas da década de 1920. Seu nome era Earl Louis Lambeau, nasceu em 9 de abril de 1898, em Green Bay. Faleceu em 1 de junho de 1965, aos 67 anos. O Lambeau Field foi nomeado em sua homenagem em 11 de Setembro de 1965.


1963 – Robert (Cal) Hubbard

[2] Tackle (1929-33, 1935)

Contratado do New York Giants para a temporada de 1929, jogou no Packers como uma peça importante vencendo três campeonatos consecutivos da NFL, de 1929 a 1931. Era considerado um monstro para sua época com 1,88 de altura e 113 quilos. Jogava tanto na defesa quanto no ataque na era Iron Man*, destacou-se em ambos . Foi escolhido para a Seleção All-Pro  três  anos seguidos (1931-33).  Também jogou pelo Giants (1927-28, 1936) e Pittsburgh Pirates (1936). Único membro do Hall da Fama no Futebol Americano e no Beisebol. Eleito para o Hall da Fama do Beisebol em 1976 como juiz. Seu nome de nascimento era Robert Calvin Hubbard, nasceu em 31 de outubro de 1900, em Keytesville, Missouri. Faleceu em 17 de outubro de 1977, aos 76 anos.

*Era Iron Man – Nos primeiros anos do campeonato, era muito comum ver os jogadores assumirem posições de ataque e de defesa. As mudanças vieram à partir da década de 40 quando as posições foram bem definidas como a conhecemos hoje. Cada jogador assume a sua posição, apenas. 


1963 – Don Hutson

[3] Wide receiver (1935-45)

Não havia igual entre os recebedores de sua época, e ficou definido na posição de split end. Conquistou 19 recordes da NFL quando se aposentou. Liderou a NFL interceptações por oito vezes e em pontos por cinco vezes. Premiado com o troféu Joe F. Carr  como MVP das temporadas de 1941 e 1942. Escolhido para o time das estrelas da NFL por 6 vezes, em 1936 e entre 1938 e 1942. Escolhido para o Time do Ano da Associated Press 6 vezes seguidas entre 1940 e 1945.  Também interceptou 30 passes como defensive back e nos últimos 6 anos de sua carreira, acumulou o papel de kicker entre 1940 e 1945. Quebrou o recorde de mais pontos, foram 29, em um quarto. Escolhido para três Pro Bowls. Nascido em 31 de janeiro de 1913, em Pine Bluff, Arkansas. Faleceu em 26 de junho de 1997, aos 84 anos.


1963 – Johnny (Blood) Mcnally

[4] Halfback (1929-33, 1935-36)

Seu nome era John Victor McNally,  mas adotou o nome Johnny Blood e o usou exclusivamente na carreira no Futebol Americano. Um elusivo corredor e recebedor, foi uma das primeiras ameaças de big plays da história da NFL. Recebeu 10 passes para touchdown em 1931, antes da liga registrar as estatísticas, mas isso permaneceu como um recorde não oficial por 12 anos. Ganhou quatro títulos com o Packers, o tricampeonato em 1929-30-31 e em 1936. Escolhido para o Time da Década de 1930. Também jogou por Milwaukee Badgers (1925-26), Duluth Eskimos (1926-27), Pottsville Maroons (1928) e Pittsburgh Pirates (1934, 1937-38). Um dos jogadores de maior destaque da história da NFL; recebeu o apelido de ‘O Halfback Vagabundo’. Nasceu em 27 de novembro de 1903, em New Richmond, Wisconsin. Faleceu em 28 de novembro de 1985, aos 82 anos.


1964 – Clarke Hinkle

[5] Fullback (1932-41)

Um poderoso corredor, assim como um atlético e agressivo linebacker na era Iron Man da NFL, quando os jogadores assumiam posições de defesa e ataque. Suas batalhas com Bronko Nagurski, do então rival Chicago Bears, eram lendárias. Ele e Nagurski foram os fullbacks do time da década de 1930. Aposentou-se como o líder em corridas de todos os tempos com 3.860 jardas. Escolhido para o Time do Ano da NFL quatro vezes (1936, 1937, 1938 e 1941) e entrou na seleção de comemoração dos 75 anos da NFL em 1994, como fullback, linebacker e kicker. Ganhou  dois títulos pelos Packers, em 1936 e 1939. Nasceu em 10 de abril de 1909, em Toronto, Ohio. Faleceu em 9 novembro de 1988, aos 79 anos.


1964 – Mike Michalske

[6] Guard (1929-35, 1937)

Jogador atlético, ele não só jogava no ataque e na defesa, mas também era capaz de jogar durante todo o jogo. Com 1,82 de altura e 94 quilos, Michalske era rápido e explosivo no ataque e um dos primeiros a desenvolver a tática de blitz na defesa. Formou uma dupla formidável com Cal Hubbard. Assinou com o Packers após sair do New York Yankees, antes da temporada de 1929 começar. Michalske jogou com os Yankees em 1926 na AFL, e em 1927 e 1928 na NFL. Escolhido para a Seleção da Década de 1920. Titular no tricampeonato em 1929, 1930 e 1931. Seu nome de nascimento era August, mas ganhou o apelido de ‘Iron Mike’ que depois foi encurtado para Mike. Nasceu em 24 de abril de 1903, em Cleveland. Faleceu em 26 de outubro de 1983, aos 80 anos.


1966 – Arnie Herber

[7] Quarterback (1930-40)

Preciso e pioneiro em passes longos na NFL. Em 1936 se tornou o primeiro jogador da história da liga a lançar mais de 1.000 jardas em uma única temporada. Liderou a NFL em passes em 1932, 34 e 36. Participou dos títulos de 1930, 1931, 1936 e 1939. Também jogou de halfback, mas foi como quarterback que ele foi escolhido para a Seleção da Década de 1930 e indicado ao Hall da Fama. Jogou no New York Giants (1944-45) e enfrentou os Packers na Final da NFL de 1944. Nativo de Green Bay, foi estrela do Futebol Americano e no Basquete em Green Bay  pela West High School. Nasceu em 2 de abril de 1910, em Green Bay. Faleceu em 14 de outubro de 1969, aos 59 anos.


1971 – Vince Lombardi

[8] Coach (1959-67)

Ganhou cinco títulos da NFL em um período de 7 anos, entre 1961 e 1967, e foi o único técnico na história da Liga a ganhar 3 títulos seguidos no formato de Playoffs. Técnico vencedor dos Super Bowl I e II; o troféu do Super Bowl passou a receber seu nome após sua morte em 1970. Um dos técnicos mais icônicos da história, independente do esporte. Primeiro em porcentagem de vitória entre todos os técnicos, com pelo menos 100 vitórias. Seu retrospecto foi de 105 vitórias, 35 derrotas e 6 empates, com uma porcentagem de 75% de vitórias, incluindo sua única temporada em Washington (1969). Seu retrospecto em temporada regular é de 96 vitórias, 34 derrotas e 6 empates. Em Pós Temporada, conquistou 9 vitórias e apenas 1 derrota. Foi general manager do Packers em 1968, mas entrou no Hall da Fama como técnico. Foi contratado pelo Packers após seu trabalho com técnico assistente no New York Giants (1954-58). Nasceu em 11 de junho de 1913, no Brooklyn. Faleceu em 3 de setembro de 1970, aos 57 anos.


1974 – Tony Canadeo

[9] Halfback (1941-44, 1946-52)

Terceiro atleta da história a correr mais de 1.000 jardas em uma temporada, conquistou 1.052 jardas em 1949. Terminou sua carreira com 4.197 jardas, em 1.025 carregadas, média 4.1 jardas por corrida. Forte, um halfback completo, difícil de ser derrubado, bloqueador talentoso, hábil passador  e bom recebedor. Também jogou na defesa no início de sua carreira. Não participou da temporada de 1945 pois estava servindo o exército na Segunda Guerra Mundial. Jogou na Faculdade de Gonzaga, onde recebeu o apelido de “Grey Ghost” (Fantasma Cinzento). Nasceu em 5 de maio de 1919, em Chicago. Faleceu em 29 de novembro de 2003, aos 84 anos.


1976 – Jim Taylor

[10] Fullback (1958-66)

Corredor do tipo durão, causou mais punições do que tomou. Correu para mais de 1.000 jardas por cinco temporadas seguidas, entre 1960 e 1964. Terminou sua carreira em 1967 com o New Orleans Saints. Quando se aposentou era o segundo jogador com mais jardas corridas na história, atrás apenas de Jim Brown com 8.597. Líder em jardas corridas em 1962, com 1.474 e uma média de 5.4 jardas por corrida. Teve 26 jogos com mais de 100 jardas na carreira, todos pelo Packers. Escolhido pela Associated Press como Melhor Jogador da Temporada, de 1962. Foi escolhido como o Melhor Jogador da Final de 1965. Foi um dos dois fullbacks, junto com Brown, escolhidos para a Seleção da Década de 60. Escolhido para cinco Pro Bowls. Nasceu em 20 de setembro de 1935, em Baton Rouge.


1977 – Forrest Gregg

[11] Tackle (1956, 1958-70)

Considerado por Vince Lombardi como o ‘’Jogador mais agradável que eu já treinei’’. Foi a âncora da linha ofensiva durante a era Lombardi, mas jogou como guard na corrida pelo título em 1961. Escolhido 9 nove vezes para o Pro Bowl e para a Seleção do Ano sete vezes. Escolhido para a Seleção do Aniversário de 75 anos da NFL, em 1994. Também foi escolhido para a Seleção da Década de 1960. Foi dono do recorde do Packers de mais jogos seguidos com 187 até ser superado por Brett Favre em 2003. Titular em cinco títulos da NFL. Passou o ano de 1957 no serviço militar. Terminou sua carreira no Dallas Cowboys em 1971, onde ganhou o seu sexto títuloe seu terceiro Super Bowl. Nasceu em 18 de outubro de 1933, em Birthright, Texas.


1977 – Bart Starr

[12] Quarterback (1956-71)

Escolhido no 17° round do Draft de 1956, na escolha 200, possui o recorde de 5 títulos conquistados como quarterback titular. Escolhido como o Melhor Jogador da Liga, MVP,  em 1966. Liderou os Packers para a vitórias nos Super Bowls I e II, e foi escolhido o MVP nas duas partidas. Um dos três quarterbacks escolhidos para a Seleção da Década de 60. Liderou a NFL em jardas aéreas em 1962, 64 e 66. Passou para 24.718 jardas com 57,4% de acerto. Escolhido para o Pro Bowl por quatro vezes. Foi o dono do recorde de mais partidas jogadas pelo Packers (196) até ser ultrapassado por Brett Favre em 2004. Jogou na Universidade do Alabama. Nasceu em 9 de janeiro de 1934, em Montgomery, Alabama.


1978 – Ray Nitschke

[13] Linebacker (1958-72)

Mean on Sunday” foi o nome de sua autobiografia de 1973 e sua marca comercial como jogador. Se atentava aos quarterbacks rivais na sua posição de middle linebacker e jogava intensamente. Escolhido como  MVP do campeonato da NFL de 1962, era uma batalha brutal entre a  defesa e o New York Giants que foi vencida pelo Packers por 16 a 7. Escolhido como único linebacker na Seleção de comemoração do dos 50 Anos  em 1969 e um de quatro middle linebackers escolhidos na Seleção do Aniversário de 75 anos em 1994. Foi escolhido para a seleção do ano em 1964 e 66. Selecionado para o Pro Bowl em 1964. Teve 25 interceptações na carreira. Nasceu dia 29 de dezembro de 1936, em Elmwood Park, Illinois. Faleceu 8 de Março de 1998, aos 61 anos de idade.


1980 – Herb Adderley

[14] Cornerback (1961-69)

Com 1,82 metros e, aproximadamente, 93 kg;  foi um modelo de cornerback de todos os tempos. Tinha de tudo: velocidade, tamanho, resistência, percepção e capacidade em fazer grandes jogadas. Também jogou pelo Dallas Cowboys entre 1970 e 72. Interceptou 48 passes, incluindo 39 com o Packers. Retornou para touchdown sete dessas 39 interceptações. Nomeado para a Seleção da Década de 60. Nomeado para a Seleção do Ano cinco vezes e escolhido cinco vezes ao Pro Bowl enquanto jogava com os Packers. Titular em seis times de campeonato da NFL, incluindo cinco em Green Bay, e jogou em quatro dos seis primeiros Super Bowls, incluindo dois com o Dallas. Liderou os Packers em retornos de kickoff cada uma das temporadas entre 1960-64 e uma média de 25.7 jardas ao longo de sua carreira. Nasceu dia 8 de junho de 1939, em Philadelphia.


1981 – Willie Davis

[15] Defensive End (1960-69)

Destacou-se como pass rusher antes da NFL manter dados sobre sacks, ou ele provavelmente seria o líder do Packers de todos os tempos. Estima-se que ele teve mais de 100 sacks na carreira, talvez mais de 120. Também era um líder muito respeitado e foi capitão defensivo do Packers nos times do campeonato  de 1966 e 67; campeões do Super Bowl 1 e 2. No total,  foi titular em 5 times pela NFL. Escolhido para a Seleção da Década de 60. Escolhido para a Seleção do Ano cinco vezes e selecionado para cinco Pro Bowls. Detém o recorde de fumbles recuperados de todos os tempos no Packers, foram 21. Começou sua carreira na NFL com o Cleveland Browns (1958-59). Nasceu em 24 de julho de 1934, em Lisbon, Los Angeles.


1981 – Jim Ringo

[16] Center (1953-63)

Media aproximadamente 1,88 metros e tinha 105 quilos, porém muito rápido em executar difíceis cut blocks. Capitão do ataque nos dois primeiros times campeões da Era Lombardi, em 1961 e 62. Também jogou pelo Philadelphia (1964-67). Escolhido para a Seleção da Década de 60. Escolhido para dois Pro Bowls antes da chegada do Lombardi em Green Bay, mais cinco sobre o seu comando e três com os Eagles. Escolhido para a Seleção do Ano por seis vezes com o Packers. Jogador altamente consistente, uma vez deteve o recorde de maior número de jogos consecutivos pela NFL (183), sendo 126 deles no Green Bay. Nasceu dia 21 de novembro de 1931, em Orange, New Jersey. Faleceu em 19 de novembro de 2007, aos 75 anos.


1986 – Paul Hornung

[17] Halfback (1957-62, 1964-66)

Um dos jogadores mais versáteis na história do futebol americano profissional, ganhou o título de “pontuador” da NFL por três anos consecutivos (1959-61). Estabeleceu o recorde da liga marcando 176 pontos em 12 partidas, na temporada de 1960. Recorde que durou 46 anos até ser quebrado por LaDainian Tomlinson em 2006. Nomeado MVP em 1961 e também MVP do jogo de campeonato da NFL naquela temporada. Vince Lombardi o viu como seu maior playmaker e melhor clutch player. Como o halfback titular, ele foi o carregador da bola no auge do Lombardi’s power sweep. Escolhido para a Seleção do Ano como halfback em 1960 e 61. Escolhido para a Seleção da Década de 60. Jogou como kicker por  duas vezes no Packers entre 1958-62 e novamente em 64. Marcou 760 pontos na carreira. Escolha bônus – ou primeiro jogador selecionado – no draft de 1957. Jogou futebol universitário na universidade de Notre Dame, ganhou o Heisman Trophy em 1956. Nasceu dia 23 de dezembro de 1935, em Louisville, Kentucky.


1989 – Willie Wood

[18] Safety (1960-71)

Enviou cartões postais para vários times da NFL pedindo por um teste; saiu da Universidade do Sul da Califórnia (USC) em 1960. Assinou com o Packers como um rookie free agent e jogou como titular na posição de free safety no time cinco vezes campeão da NFL. Escolhido para a Seleção do Ano por cinco anos consecutivos entre 1964-68. Selecionado oito vezes para o Pro Bowl e escolhido para a Seleção da Década de 60. Além disso, foi um dos  safeties escolhidos para o Super Bowl Silver Anniversary Team, comemoração de 25 anos,  em 1990. Interrompeu uma disputa acirrada no terceiro quarto do Super Bowl I, interceptou um passe de Len Dawson e retornando 50 jardas até a linha de 5 jardas do campo do Kansas City Chiefs. Tem 48 interceptações na carreira. Ganhou o título da NFL em 1962 com nove interceptações. Também liderou a liga em retorno de punt em 1961 com uma média de 16.1 jardas. Um dos 16 não-draftados free agents a entrar para o Hall da Fama. Jogou futebol universitário na era Iron Man ou one-platoon, jogou tanto nas posições de quarterback e defensive back. Nasceu dia 23 de dezembro de 1936 em Washington D.C.


1995 – Henry Jordan

[19] Defensive Tackle (1959-69)

Aumentou o estrago com sua agilidade, especialmente como um pass rusher, nos time cinco vezes campeão da NFL liderado por Vince Lombardi. Escolhido para a Seleção do Ano em cinco temporadas consecutivas (1960-64). Também foi selecionado para jogar no Pro Bowl por quatro vezes. Foi escolhido, a princípio,  na 5ª rodada do draft pelo Cleveland Browns, mas veio para Green Bay  por uma troca em 1959. Jogou pelo Browns (1957-58).  Dados não oficiais mostram que ele teve 3.5 sacks em 1967 na vitória no jogo de campeonato da conferência oeste sobre o Los Angeles Rams. Nasceu 26 de janeiro de 1935, em Emporia, Virginia. Faleceu dia 21 de fevereiro de 1977, aos 42 anos.


2003 – James Lofton

[20] Wide Receiver (1978-86)

Grande, rápido, recebedor talentoso que podia correr qualquer rota e, provavelmente, poderia estrelar em qualquer sistema. Destacou-se como uma grande ameaça. Primeiro jogador do Packers sem laços diretos com Curly Lambeau ou Vince Lombardi a ser indicado em Canton. Recebeu 530 passes para 9.656 jardas e teve uma incrível média de 18.2 jardas por recepção em suas nove temporadas com o Packers. Também jogou pelo Los Angeles Raiders (1987-88), Buffalo (1989-92), Los Angeles Rams (1993) e Philadelphia (1993). Em 16 temporadas na NFL, conquistou 764 recepções para 14.004 jardas e uma média de 18.3 jardas, o total de jardas era um recorde na NFL até o momento. Foi selecionado para sete Pro Bowls e escolhido para a Seleção do Ano por duas vezes enquanto jogava pelo Packers. Foi, também, escolhido para a Seleção da Década de 80. Teve mais de 50 recepções em uma temporada por nove vezes. Primeiro jogador da NFL a marcar um touchdown em 1970, 80 e 90. Nasceu dia 5 de julho de 1956, em Fort Ord, California.


2006 – Reggie White

[21] Defensive End (1993-98)

Apelidado de “Ministro da Defesa” enquanto jogava pela Universidade do Tennessee, ele se tornou o mais dominante defensive end na história da NFL considerando produção entre a corrida e a passe. Na época de sua aposentadoria, seus 198 sacks era o recorde da NFL, além das  12 temporadas com 10 sacks ou mais. Foi o único jogador com um recorde de 10 sacks em nove temporadas consecutivas. Jogou seis das suas 15 temporadas na NFL com o Packers e registrou 68.5 sacks chegando a 16 sacks em uma única temporada em 1998, ano em que foi escolhido como o jogador defensivo do ano. Citado para o Pro Bowl em todas as suas seis temporadas com o Packers e selecionado para a Seleção do Ano por duas vezes. Na vitória do Packers no Super Bowl XXXI sobre New England, ele estabeleceu um  recorde para o Super Bowl com três sacks. Começou sua carreira profissional em 1984 e 1985 com o USFL’s Memphis Showboats, time de futebol americano do Menphis,   antes de entrar na NFL. Também jogou pelo Philadelphia Eagles (1985-92) e o Carolina Panthers (2000). Durante oito temporadas com o Philadelphia, registrou mais sacks (124) do que partidas jogadas (121). Foi um marco quando assinou como free agent pelo Green Bay em 1993. No ano seguinte ele foi selecionado para a Seleção do Aniversário de 75 anos da NFL. Também escolhido para a Seleção da Década de 80 e 90. Selecionado para 13 Pro Bowls consecutivos. Nasceu dia 19 de dezembro de 1961, em Chattanooga, Tennesse. Faleceu dia 26 de dezembro de 2004, aos 43 anos.


2013 – Dave Robinson

[22] Linebacker (1963-72)

Ele era uma referência na sua posição, outside linebackers, com 1,92 de altura e 111 quilos, além dos 4.6 segundos numa corrida de 40 jardas. Destacou-se por segurar os tight ends na linha de scrimmage e anulou John Mackey e Mike Ditka (Hall of Famers) nas 14 partidas que se enfrentaram. Fez três jogadas que fizeram diferença em três dos maiores jogos no terceiro ano  da corrida ao título com Vince Lombardi. As jogadas incluem  uma interceptação de 87 jardas que mudou o jogo e valeu uma vitória de temporada regular  sobre o Baltimore Colts em 1965; uma pressão sufocante sobre o quarterback de Dallas, Don Meredith, que salvou o Packers na partida de campeonato de 1966 e um bloqueio decisivo em um field goal na vitória de playoffs sobre os Los Angeles Rams, em 1967. Escolhido para a Seleção da Década de 60. Foi convocado para a Seleção do Ano em 1967 e 69. Selecionado para o Pro Bowl por três vezes. Registrou 21 interceptações durante suas 10 temporadas com Green Bay. Suas 12 interceptações entre 1965-67 eram a maior marca entre os linebackers. Também jogou pelo Washington (1973-74). Nasceu dia 3 de maio de 1941 em Mount Holly Township, Nova Jersey.


2015 – Ron Wolf

[23] Executive Vice President and General Manager (1992-2000)

Orquestrou um dos mais notáveis esforços de reconstrução na história da NFL seguido de uma seca de 24 anos do Packers. Sob sua liderança entre 1992-2000, o Packers estava empatado com o segundo melhor recorde da temporada regular da NFL (92-52, 639), enquanto registrava sete temporadas com vitórias consecutivas  (1992-98) e seis aparições seguidas nos playoffs (1993-98). Fez três transações-chave logo no início de seu mandato em Green Bay: contratou Mike Holmgren como head coach, fez uma troca de quarterback, contratando Brett Favre, e assinou com o defensive end Reggie White. As mudanças ajudaram o Packers a ganhar três  campeonatos de divisão consecutivos (NFC) nos anos de 1995-97 e campeões da conferência Norte nos anos de 1996-97. Entre 1992-2000, o Packers estava 65-12 (.844) no Lambeau Field durante a temporada regular e playoffs, o melhor recorde em casa na NFL durante esse espaço de tempo. Começou sua carreira na NFL como scout para o Oakland Raiders em 1963 e passou 23 temporadas com a franquia ao longo de três mandato distintos, onde o Raiders registrou recordes de vitória em todos, exceto em seis temporadas. Em 1975, foi contratado pelo Tampa Bay Buccaneers como General Manager. Nasceu dia 30 de dezembro de 1938 em New Freedom, Pennsylvania.


2016 – Brett Favre

[24] Quarterback (1992-2007)

Jogou pelo Green Bay entre 1992-2007 e terminou sua carreira no Packers com 442 passes para touchdown, 61.655 jardas de passe, 5.377 passes completados e 8.754 tentativas de passe – todos, recordes da NFL até o momento. Ele jogou como titular em  253 partidas consecutivas pelo Packers e suas 16 temporadas se iguala ao do quarterback Bart Starr (1956-71) como o maior tempo no time ao longo  na história. Favre liderou o Packers para 11 playoffs, sete títulos de divisão, dois campeonatos de conferência  e um título no Super Bowl. Originalmente a 33ª escolha no Draft de 1991 pelo Atlanta, Favre jogou por três outras franquias da NFL (Falcons, 1991; New York Jets, 2008; Minnesota Vikings, 2009-10) e terminou sua carreira como profissional com 71.838 jardas de passe, 6.300 passes completos, 10.169 tentativas de passe, 508 passes para touchdown e 298 partidas consecutivas como titular – todos recordes da NFL a partir de sua aposentadoria em 2010. Suas 18 temporadas consecutivas com pouco mais de 3.000 jardas de passe e 23 partidas com 4 ou mais passes pra touchdown também eram os melhores da NFL quando se aposentou. Favre foi selecionado para 11 Pro Bowls e foi nomeado NFL Most Valuable Player, MVP,  e escolhido para o All-Pro por três vezes.


 

 

Essa matéria não foi modificada em nenhum aspecto, nada foi adicionado ou removido do texto original, apenas foi traduzido da melhor maneira possível. Todos os direitos dessa matéria pertencem ao site packers.com. O site cheeseheads.com.br não obteve nenhum lucro a partir dessa matéria. Aqui está o link da matéria original: http://www.packers.com/history/hall-of-famers.html
This article wasn’t modified in any means, nothing was added or removed from the original text, it was only translated in the best way possible. All rights of this article belong to packers.com. The cheeseheads.com.br did not make any money out of this article. Here is the link for the original article: http://www.packers.com/history/hall-of-famers.html