Fã recente do Green Bay Packers, cada vez mais apaixonado pelo esporte e por esse time verde e amarelo.

A temporada finalmente retornou, e com uma grande vitória para o nosso time. Agora o desafio será apagar aquela triste derrota nos playoffs contra Atlanta, e pintar uma “nova imagem” por cima, com outra vitória, aumentando cada vez mais o entrosamento do time e rumo ao título.

Sobre o ataque: O ataque do Falcons é bem forte, tanto é que na temporada do ano passado, foi um dos melhores ataques da liga, e conta com algumas peças-chave de alto valor. Vou falar um pouco sobre elas.

A primeira delas é o quarterback Matt Ryan, ganhador do prêmio de MVP da temporada passada. Já em sua primeira partida deste ano, Ryan acertou 70% dos passes, conseguindo 321 jardas aéreas com isso, mas apenas um touchdown. Pressioná-lo é extremamente necessário para que ele fique desconfortável no pocket e não consiga completar os passes, ainda mais contanto com um bom corpo de recebedores, que falarei logo em seguida.

Matt Ryan (foto: www.mensfitness.com)

As duas principais armas de Matt Ryan são os wide receiver Julio Jones e Mohamed Sanu. Ambos são jogadores altos (1,92m e 1,89m respectivamente) e bastante habilidosos com as mãos, principalmente Julio Jones, que é considerado um dos melhores recebedores da liga, entrando facilmente em um top 5.

Julio Jones e Mohamed Sanu (foto: thefalconswire.usatoday.com)

Sobre o jogo corrido, ano passado Atlanta foi 5º melhor time em jardas terrestres, quase chegando a marca de 2000 jardas (1928 exatamente). O principal running back do time é o Devonta Freeman, com 1079 jardas na temporada passada. Pode ser um bom sinal para nós, mas Freeman correu para apenas 37 jardas no jogo passado e o Falcons no geral, teve apenas 64 jardas terrestres. Se a defesa continuar bem contra corrida, isso será de grande ajuda para vencê-los.

Sobre a defesa: A defesa do Falcons na temporada passada não foi muito bem, mas tem jogadores que podem nos causar problemas.

O principal jogador que pode nos atormentar é o linebacker Vic Beasley. Beasley foi o jogador com mais sacks no ano passado, com 15.5 durante a temporada regular. Para piorar a situação, precisaremos que nossa linha ofensiva (que ainda precisa se provar em mais alguns jogos, apesar da boa performance) jogue muito bem, se quisermos conter esse “monstrinho”. Além disso, a 1ª escolha do draft do Falcons foi o defensive end Takkarist McKinley, que pode ser outro jogador a causar pressão em Aaron Rodgers.

Vic Beasley (foto: draftwire.usatoday.com)

Outros nomes de destaque nessa defesa é o safety Keanu Neal e o linebacker Deion Jones. Ambos são jogadores novos, mas tem mostrado bons momentos. No conjunto, pode não parecer um elenco forte, mas não podemos nos esquecer que eles conseguiram nos anular boa parte do jogo de playoff ano passado. E um detalhe que acredito ser interessante informar é que o safety Damontae Kazee é um dos dois jogadores até o momento com 2 fumbles forçados, isso em apenas uma partida até agora.

Sobre o time de especialistas: Como ainda estamos no começo de temporada, normalmente não tem muito o que se dizer ainda sobre o time de especialistas, mas vamos lá.

Acho que um ponto interessante para dizer é que o punter teve um bom jogo, com uma média de quase 60 jardas por punt. Inclusive, está empatado em terceiro com o punt mais longo, com um de 62 jardas. E uma curiosidade que acho divertido falar aqui, até para descontrair um pouco, é que tanto o quarterback, quanto o kicker e o punter, tem o mesmo primeiro nome, que é Matt. Imagino a confusão que deve ser no vestiário.