Apaixonado por esportes, história e números, principalmente quando misturados com a magia e tradição de um dos principais times da NFL. Abordagens sobre o cotidiano do Green Bay Packers, assim como suas curiosidades e estatísticas. #GoPackGo

6-6!! Após mais uma vitória em casa na prorrogação, Green Bay parte para a Semana 14 tendo mais uma vez o desafio de fazer o fator doméstico prevalecer e ajudar no futebol americano que a equipe mostrará. O adversário dessa semana é o Cleveland Browns, que segue em má fase, na lanterna da AFC Norte, já eliminado e com 12 derrotas nos 12 jogos que fez. Pode parecer que a vitória é certa para Green Bay, mas os Browns farão de tudo para conseguir sua primeira vitória na temporada contra um dos gigantes da liga. Sem nada a perder, quem possui certa pressão e obrigação de boas atuações é o mandante.

Green Bay ainda sonha com playoffs e nesse sonho algumas histórias precisarão se cruzar, sendo uma delas certa: vencer todos os jogos! Após isso, dois tropeços dos Falcons e 2 tropeços dos Seahawks ou 1 tropeço dos Panthers, darão ao time de Wisconsin a seed 6 da NFC. Nesse meio tempo, viveremos a (bem provável) última semana de titularidade de Brett Hundley, que teve que se adapatar a grande pressão de substituir Aaron Rodgers e encaixou uma série alternada de 6 jogos entre partidas boas e ruins, acumulando recorde de 2-4. Na última partida, Hundley foi singular: venceu o jogo praticamente entregando a bola para o jogo corrido, acumulando 84 jardas passadas. É verdade que ele conseguiu ser decisivo na prorrogação, finalizando tudo na 1ª posse do período, mas ficou nítido que ele ainda precisaria de algumas correções no padrão de jogo e nas chamadas que eram praticadas para ele, algo até natural, em partes, tratando-se de um Quaterback em evolução e que passou os últimos anos jogando apenas 3 ou 4 partidas por ano.

A partida contra os Browns será uma boa oportunidade para o time conseguir uma vitória relativamente tranquila antes do retorno de Aaron Rodgers, o que pode ser muito bom para a confiança no final de temporada regular. Do mesmo modo, vai exigir que as chamadas sejam mais criativas e menos dependentes do jogo corrido, a ponto de que sozinho Jamaal Williams chegou a 113 jardas em 21 jogadas. Hundley só passou a bola em 42% dos snaps no último domingo e desse número acertou passes em 59%. Contra Cleveland, a 6ª melhor defesa terrestre da liga, correr com a bola pode não ser muito eficiente, obrigando que Mike McCarthy seja um pouco menos resiliente nas chamadas que fará e volte aos poucos a colocar o Packers em um nível mais próximo do equilíbrio, aumentando a participação do jogo aéreo.

Imagem relacionada
Jamaal Williams: a estrela do último domingo e do ataque terrestre dos Packers. Como será o desempenho dele contra os Browns? FONTE: 247 SPORTS

Para a 20ª partida do duelo, Green Bay defenderá a liderança histórica, de ter vencido 12 dos 19 jogos já realizados e uma invencibilidade de mais de 25 anos fora de casa (última derrota foi em 1992. Green Bay também é soberano historicamente, vencendo 6 dos 10 jogos já feitos em Cleveland). Nessa missão de seguir sem perder para os Browns, os seguintes pontos precisarão ser levados em consideração:

1. Brett Hundley x Secundária CLE
Em tese, este promete ser um matchup mais favorável aos Packers, por Cleveland deixar em geral o Quaterback adversário trabalhar mais e conseguir bom aproveitamento nos passes. Apesar da defesa como um todo ser a 10ª melhor cessão de jardas, em muito pelo bom aproveitamento da defesa terrestre, o jogo aéreo defensivo dos Browns é o 10º pior da liga em jardas. Igualmente, os Browns possuem a 5ª pior marca de interceptações.

Resultado de imagem para brett hundley against bucs
Após ter lançado apenas 84 jardas no último domingo, Hundley tem a chance de melhorar sua produção contra os Browns. FONTE: 247 SPORTS

Embora se espere maior dificuldade de desenvolvimento do jogo terrestre e que o coordenador ofensivo dos Packers, Edgard Bennett diga estar pronto para o desafio, Hundley terá que lançar mais e melhor a bola, já que lançou 8 interceptações em seus 6 jogos como titular. A baixa produção aérea na última partida mostra que Hundley ainda não encaixou um bom padrão de distribuição de jogo, embora tenha achado em Davante Adams a sua conexão de segurança.

Os focos de Hundley e Adams, principalmente, deverão estar em Jason McCourthy, o líder de interceptações dos Browns. Outros nomes importantes da secundária e que prometem estar atentos às rotas de Nelson e Cobb são Derrick Kindred e Jamie Collins Sr. Na defesa dos Browns, o Line Backer Joe Schobert promete dar trabalho na transição do front-7 à secundária, podendo impactar na origem das jogadas de passe de Hundley. Nesse ponto, como assessório importante, a Linha Ofensiva necessitará atenção total.

2. Ataque aéreo CLE x Secundária GB
A defesa de Green Bay possui chances de fazer uma boa partida neste domingo, ao enfrentar o ataque que menos pontua (14,7 pontos/jogo), principalmente em sua secundária, já que o Quaterback adversário é o líder de interceptações na liga: DeShone Kizer, em seu primeiro ano na liga acumulou 15 interceptações. Porém, 2 pontos precisarão ser considerados: o efeito Josh Gordon e, uma vez mais, o Injury Report.

Josh Gordon retornou a NFL no último domingo após 2 anos de punição e já se apresentou como o principal alvo do time, jogando 48 dos 63 snaps da última partida. Ele foi alvo de 11 passes e totalizou 85 jardas, uma grande marca para um retorno. Mantida essa gana de jogar e a alta produção somadas a sua fisicalidade, Gordon preocupa a defesa do time. Dom Capers disse durante a semana que precisaria estudar melhor Gordon para traçar os melhores planos para que a secundária consiga realizar um papel.

Resultado de imagem para JOSH GORDON BROWNS
O homem que merece toda a atenção: Josh Gordon. FONTE: USA TODAY

Quanto ao Injury Report, Green Bay não poderá contar com Demetri Goodson e provavelmente não tenha Davon House em campo. o Corner Back que fez uma excelente partida contra os Bucs está lesionado no ombro e é Doubtful. Com baixas consideráveis na secundária, a pressão e a responsabilidade sobem para Ha Ha Clinton Dix e Damarious Randall conseguirem um bom desempenho na marcação das rotas.

3. O duelo de trincheiras no ataque e na defesa
Independentemente de quem estiver com a bola, os matchups na linha de scrimmage serão sensacionais. Na posse de Green Bay, será importante que a Linha ofensiva esteja pronta para proteger Hundley, que acumula a 15ª maior marca de sacks da liga. O rookie Myles Garett, líder de sacks do time, será o grande nome que buscará furar os bloqueios e conseguir atrapalhar o desenvolvimento do ataque dos Packers. Outros nomes que prometem contribuir nessa missão são Emmanuel Ogbah e Christian Kirksey.

Já quando Cleveland estiver com a bola, a Linha Defensiva dos Packers terá a oportunidade de manter um bom nível na proteção contra corridas e, sobretudo, na pressão contra o Quaterback, principalmente tendo-se em vista que Kizer igualmente não vem sendo protegido como se deve e acumula a 11ª maior marca de sacks. Entretando, Nicky Perry está listado no Injury Report e caso não jogue, será um importante desfalque. Clay Mathews e Blake Matinez são esperados a terem boa atuação em Cleveland.

Resultado de imagem para CLAY MATTHEWS against bucs
Após grande partida no último domingo, espera-se que Clay Matthews mantenha um grande nível de jogo. FONTE: 247 SPORTS

Há a expectativa de uma clima gélido em Cleveland e até de neve. Green Bay, no geral, está acostumado com frio, mas será uma questão interessante para checar o desempenho de Hundley. A partida é chave para o destino dos Packers, sobretudo na situação em que será entregue para Aaron Rodgers em seu retorno. Green Bay possui elementos para não fazer o jogo ser um dos mais dramáticos, embora não esteja jogando em sua plenitude. Mas no mundo esportivo é uma verdade universal dizer que teoria e prática são coisas diferentes. Resta torcer para que Green Bay consiga fazer com que teoria e prática sejam uma coisa só em Cleveland.