Apaixonado por esportes, história e números, principalmente quando misturados com a magia e tradição de um dos principais times da NFL. Abordagens sobre o cotidiano do Green Bay Packers, assim como suas curiosidades e estatísticas. #GoPackGo

7-6!! Green Bay entra na semana 15 da NFL de uma forma singular e isto por duas razões:

  • O time vem de uma vitória baseada na superação contra o Cleveland Browns, na prorrogação, em que Hundley chamou para si a responsabilidade e conseguiu conduzir a uma virada de 14 pontos. A defesa teve um papel importante, conseguindo uma interceptação crucial no início da prorrogação, o que culminou com o drive da vitória;
  • Aaron Rodgers está de volta!! A tão sonhada data pelos torcedores de Green Bay chegou e o mito voltará a campo após rápida recuperação de lesão na clavícula direita. Com o seu retorno, espera-se uma mudança de postura e dinâmica no time, podendo ser o início de uma improvável virada de cenário e classificação aos Playoffs

É nítido que a partir de agora, veremos um outro Green Bay Packers, ao menos no ataque. O saldo dos jogos sem Rodgers traz apenas um ponto positivo: um aumento considerável de poderio terrestre, mesmo com os desfalques de Ty Montgomery e Aaron Jones. Jamaal Williams assumiu a responsabilidade e foi um dos grandes destaques do time no período. Caso mantenha a alta produção, Green Bay voltará a ter um ataque temido e altamente potente, considerando a ótima temporada de Davante Adams e as esperadas retomadas de produção de Jordy Nelson e Randall Cobb. Rodgers trará garra ao time, em um momento em que se é mais preciso, tendo em vista que é proibido perder e que os adversários pela frente são de alta dificuldade: Panthers, Vikings e Lions. Essa garra pode contagiar todos os outros setores do time e fazer o que muito se esperou e pouco se viu na temporada: uma grande atuação dos Packers.

Resultado de imagem para aaron rodgers 2017
ELE VOLTOU! Aaron Rodgers realiza o seu retorno neste domingo e com ele, retornam as esperanças dos cheeseheads. Can we run the table again? FONTE: USA TODAY

Green Bay enfrentará um adversário que também luta por classificação e possui jogadores que prometem dar trabalho para o time de Wisconsin. Cam Newton é um Quaterback imprevisível e com um atleticismo fora do comum. Greg Olsen voltou recentemente de lesão e sempre é uma arma letal e Christian McCaffrey vem fazendo uma boa primeira temporada pelo time. Carolina possui armas para nas duas dimensões do ataque, trazer perigo. Na defesa, de mesma forma, se mostra grande a preocupação no Pass Rush, principalmente diante de uma Linha Ofensiva que vem fazendo uma temporada questionável. Os Packers defenderão em Charlotte a soberania histórica frente a 14 jogos já realizados, dos quais venceu 9, e buscarão o fim de um jejum de vitórias que dura a 6 anos. Para isso, vamos conhecer alguns pontos fundamentais para a partida desse domingo:

1. Aaron Rodgers x Lesão x A pressão defensiva dos Panthers
Enfrentar Aaron Rodgers é sempre temerário para qualquer que seja o time adversário, mas neste domingo teremos uma questão importante: como Rodgers desempenhará? Apesar da recuperação ter sido em um relativo curto período de tempo, que Aaron vem sendo medicado, tendo acompanhamento médico constante e conseguiu evoluir nos treinamentos de que participou, é o primeiro jogo após a lesão. Será fundamental acompanhar como ele se sentirá durante o jogo e o quanto de segurança ele terá para desempenhar próximo do nível que costumeiramente apresenta nos jogos.

Neste ponto, o time dos Panthers pode apresentar uma chave importante: blitz e o trabalho de Pass Rush. Com jogadores como Julius Peppers, Bryan Cox, Thomas Davis e Luke Kueckly, os Panthers sempre apresentam um bom nível de pressão, preocupando os técnicos de Linha Ofensiva quanto a contenção das investidas. Os Panthers apresentam a 3ª melhor marca de sacks da liga, o que é de certa forma preocupante, sobretudo quando lembramos que até a lesão, Rodgers era um dos Quaterbacks menos protegidos da liga. David Bahktiari, Lane Taylor, Core Lisnley e Jahri Evans precisarão de uma grande partida e foco contra, sobretudo, os líderes de sacks de Carolina, Julius Peppers e Mario Addison.

2. O desafio no jogo terrestre: Packers no ataque
Give the ball to Jamaal! Os torcedores nunca cansaram de falar isso e essa frase passou a ser também um mantra aos cheeseheads. Na falta dos dois principais Running Backs do time, Jamaal apareceu e literalmente roubou a cena, sendo o grande destaque do time na abstinência de Rodgers. O elo de confiança de Hundley passou nos últimos jogos de 100 jardas e vem marcando constantemente touchdowns importantes. Uma vez mais, Williams terá um árduo desafio pela frente, ao enfrentar a forte defesa terrestre dos Panthers, a 4ª menor cessão de jardas da liga (89,5 jardas/jogo) e empatada como a 3ª menor cessão de touchdowns terrestres (7). Luke Kueckly, líder em tackles por Carolina, e Trevor Davis prometem ser os principais oponentes para o corredor. Da mesma forma, a atenção no cuidado com a bola será importante contra Jullius Peppers, Wes Horton e Mario Addison, líderes em fumbles forçados pelo time. A esperança para Green Bay é de que Williams siga veloz e hábil em quebrar tackles e continue sendo um importante motor para o time.

Resultado de imagem para JAMAAL WILLIAMS 2017
Run, Jamaal, Run!! O motor terrestre dos Packers. FONTE: FAN RAG SPORTS

3. O desafio no jogo terrestre: Packers na defesa
Se você frequenta o site desde o início do ano, deve se lembrar das análises que fizemos sobre os prospectos do Draft 2017 e que nelas, um nome sempre se apresentava dentre as melhores escolhas. Pois bem, ela jogará contra os Packers e deve ser o nosso principal alvo de atenção: Christian McCaffrey foi um Running Back de destaque em Stanfford e foi draftado na primeira rodada do NFL Draft deste ano por Carolina. A velocidade e, principalmente, a habilidade em receber passes, o fazem de um Running Back que mira ser completo e ser uma peça-chave para o time. McCaffrey é o 3º em conquista de jardas terrestres, o 2º em conquistas de jardas aéreas e o vice-líder em conquista de touchdowns na equipe. É verdade que Johnathan Stewart segue sendo uma das principais escolhas de Cam, mas o que McCaffrey pode fazer tem que ser uma das incógnitas na equação defensiva de Dom Capers. Green Bay vem apresentando dificuldades, em quase todos os jogos, na cobertura contra passes em scream e permitindo jardas importantes. McCaffrey, na maioria das vezes, é acionado assim, e pode se aproveitar das lacunas entre os Linebackers e os jogadores da secundária.

Sobre Stewart, o bom modo de pará-lo ainda passa pela supremacia nos bloqueios, na origem das jogadas. Clay Matthews, Blake Martinez, Jake Ryan e Mike Daniels podem ser fatores importantes no fechamento dos espaços, contra uma das principais fortalezas do Panthers, 5ª melhor marca na liga em jardas (134,5/jogo) e a 4ª maior conquista de touchdowns terrestres (14).

4. Cam Newton x Secundária GB
Falar da secundária de Green Bay é quase que um clichê. Semana sim, semana não, a unidade se destaca por méritos ou deméritos e agora temos como lição do último jogo uma partida mediana contra os Browns. Houve presença no momento mais decisivo do jogo? Houve. Mas durante o primeiro tempo, a unidade sofreu com as conexões de DeShone Kizer com Josh Gordon.

Green Bay terá os relevantes desfalques de Davon House e Kevin King, enquanto os Panthers apresentam até este momento, David Funchenss listado no Injury Report. A secundária será testada pelas conexões que Cam Newton tentará com Funchness e McCaffrey, mas poderá se sobressair em um trabalho conjunto que desempenhe junto a Linha Defensiva e seu Pass Rush. Newton costuma forçar passes até quando nao deve e por isso é, empatado com Joe Flacco, o 5º Quaterback mais interceptado da liga. Com jogadores como Ha Ha Clinton Dix e Damarious Randall, as esperanças podem se manter acessas.

Resultado de imagem para DAMARIOUS RANDALL 2017
Damarious Randall pode ser decisivo na secundária de Green Bay. Olho nos passes de Cam Newton! FONTE: GREEN BAY PACKERS

Um jogo que vale muito para as equipes. Os Panthers ocupam a 5ª posição da NFC e estão em zona de Wild Card. Uma vitória, praticamente encaminha a classificação do time, e, dependendo da combinação de resultados, pode eliminar os Packers da luta por offs (Atlanta não pode vencer em caso de derrota de Green Bay, uma vez que o máximo que poderia acontecer seria um empate em campanhas, mas Atlanta leva a vantagem no confronto direto). Por sua vez, os Packers, em 9º, darão a vida para honrar a garra e o esforço de Rodgers em voltar e liderar o time neste momento dramático. Green Bay precisa de uma fórmula mágica para chegar a pós-temporada (3 vitórias + 2 derrotas de Atlanta ou 1 derrota extra dos Panthers + 1 derrota de Seattle), a qual só funcionará se o time se ajudar. Vale offs,vale chance de seguir sonhando com título e isto renderá sangue, suor e lágrimas de 106 homens no Bank of America Stadium. Esteja pronto para o jogo do domingo!