Uma apaixonado pelo Green Bay Packers e um devoto de Brett Favre, Ahman Green, Jordy Nelson e Aaron Rodgers.

Oi oi torcida mais amada desse planeta!!! Vocês mesmos Cabeças de Queijo fanáticos pelo Green Bay Packers. É a nossa vida na atual temporada regular não está sendo a das melhores. Desde a lesão de Aaron Rodgers nosso time vem oscilando demais e o sonho de uma pós-temporada fica a cada semana ainda mais distante. Ainda mais depois de mais uma DERROTA, desta vez para os Corvos de Baltimore, que conseguiu apagar o APAGADISSIMO ataque do Packers e mesmo não tendo um grande ataque teve sucesso ao impor um doloroso 26×0.

Esse fato de perder por zero em casa não acontecia, fazia 11 anos, quando no longínquo 2006, quando tomamos 35 pontos no lombo e não marcamos nenhum contra os modinhas Patriotas. Sei que passou uma semana desse duelo contra o Ravens, mas tem coisas que ainda não me entram na cabeça, em especial nas atitude de Mike McCarthy.

Mais uma vez o nosso head coach se mostrou ULTRAPASSADO ao não conseguir ser mais CRIATIVO nas chamadas de ataque. Sei que Hundley tem a sua parcela de culpa, mas seu desempenho poderia ser melhor se McCarthy não fosse tão previsível e conservador em suas chamadas. Por isso que digo sempre, o nosso último Super Bowl foi por MÉRITOS do Rodgers do que do próprio McCarthy.

É incrível que no jogo contra o Ravens nosso ataque se quer conseguia andar em campo. Sempre estava em posições desfavoráveis o que impossibilitava de o time pontuar. Sempre eram um ou dois first downs e PUNT. Assim não à defesa que aguente segurar, pois estará o tempo todo em campo. Nosso jogo terrestre que deveria ser um desafogo para Hundley, mais uma vez se mostra inativo, ao ponto de seu MM cometer um mal caratismo imenso.

Com o HOMEM DE MIL E UMA UTILIADES, Ty Montgomery fora e o REI DOS CONTATOS Aaron Jones também, coube a Jamaal Willians e Devante Mays carregarem o piano. E no seu primeiro snap na NFL, Mays sofreu com uma das piores coisas que um running back calouro pode cometer, um fumble. Mas isso para um calouro é a coisa mais normal, toda a nossa torcida perdoa.

Porém o que McCarthy fez é INADMISSÍVEL. Com o encerramento do jogo, McCarthy em sua coletiva de imprensa falou que não confia mais em seus running backs e que o jogo terrestre fica comprometido com erros como o de Mays. ACOOOORDAA McCARTHY!!! Não é assim que se faz gestão de jogadores, criticando-os mesmo que eles estejam em seu primeiro ano na liga. AO INVÉS DE CRITICAR ENSINE, McCARTHY!!!

E falando em ensinamento, McCarthy está com os seus conhecimentos sobre a posição de QB estão expressamente desatualizadas. É incrível ficamos com a impressão de que o trabalho como Hundley não foi bem feito. Sei que são POUQUISSIMOS jogadores que tem qualidade nessa posição, mas é INACREDITÁVEL como Hundley esta há três anos em Green Bay e não se vê  evolução alguma, ainda mais para um QB que é reserva nada mais nada menos que o MITO Aaron Rodgers.

Como disse, para ser QB não é qualquer um, tem que ter talento, mas questiono, será que com tanto tempo vivendo com Rodgers e com um TÉCNICO que seja minimante criativo e estudioso ao ponto de explorar o máximo do seu QB será que Hundley seria tão rum assim? Olha as interceptações do jogo passado e de outras partidas? ERROS GROSEIROS. E o que dizer das faltas de leituras nas rotas dos recebedores? PATÉTICOS. Por isso que digo, o bom trabalho do head coach de qualquer franquia se reflete na boa atuação individual dos seus jogadores.

Agora nosso próximo desafio está marcado para o próximo Sunday Night Football. Minhas perspectivas para uma boa atuação de Green Bay são bem baixas, ao ponto de mais uma vez TEMER mais uma derrota de ZERO!!! Sabemos que o ataque do Pittsburgh Steelers é uma maquina de fazer pontos com o trio BBB, e que podem nos massacrar no placar, ainda mais se estiverem dispostos a jogar. Fora que a defesa deles é muito agressiva e intensa nas partidas, e vendo que Hundley tem grande insegurança vão fazer de tudo para engoli-lo.

Sei que não posso decretar a nossa derrota, mesmo que seja difícil acredita em uma vitória, ainda mais fora de casa em um estádio hostil como o do Steelers. Mas acreditar a gente SEMPRE tem, e as saídas para uma possível vitória é a dominância do jogo corrido, evitando que Hundley esteja lançando demais e assim ser interceptado. Além do bom jogo terrestre, o aéreo tem que APARECER em momentos cruciais da partida. O HOMEM DAS RECEPÇÕES, Jordy Nelson desapareceu em campo nas últimas partidas e não consegue ter a mesma atuação que tinha com Aaron Rodgers. Essa vai, mais uma vez para a contra do MM. Enfim, torceremos por mais uma vitória, nem que seja no SUFOCO, pois Green Bay Packers é a nossa paixão, mesmo com tanta coisa errada. Então desejo a todos um bom jogo e que possamos sair vitoriosos, mesmo que isso seja muito difícil. Go Pack Go!!!