Uma apaixonado pelo Green Bay Packers e um devoto de Brett Favre, Ahman Green, Jordy Nelson e Aaron Rodgers.

Alô alô nação Cabeça de Queijo!!! Sei que falhei com todos vocês na semana passada, mas foi por um bom motivo, dois rivais de divisão (Chicago Bears e Minnesota Vikings) estavam de folga e por isso o mesmo que vos fala decidiu atualizar as informações da NFC North nessa terça feira, após o término de mais uma semana na temporada regular da NFL.

Como todos sabem o Green Bay Packers não é líder da divisão no atual certame. Quem lidera a divisão é o Minnesota Vikings com sete vitórias e duas derrotas, logo atrás está o Detroit Lions com cinco vitórias e quatro derrotas, nós estamos com a mesma campanha do Lions, mas pelos critérios ficamos em terceiro e por fim o Chicago Bears mais uma vez amargando a lanterna da divisão com três vitórias e seis derrotas. Com a classificação atualizada, vamos aos principais fatos dos nossos rivais na semana 10.

Chicago Bears

Depois de uma folga na semana 9, o Chicago Bears se encontrou de novo com o Green Bay Packers, tendo dessa vez o apoio da torcida no Soldier Field, em Chicago. Porém, mesmo vindo de um descanso, o que possibilitaria por tudo nos eixos e com a torcida ao seu lado, tudo isso não foi suficiente para que o time de Mitchell Trubisky e companhia triunfasse com uma vitória sobre os Cabeças de Queijo. A vitória foi mais uma vez do Packers pelo placar de 23×16.

Mesmo sabendo que Aaron Rodgers não estaria dentro de campo, comandando o time, o Bears teve mais uma atuação horrível, muito aquém para o clássico mais tradicional da NFL. Mitchell Trubisky teve até uma boa produtividade no ataque, chegando perto das 300 jardas aéreas, um passe para touchdown e nenhuma interceptação. Porém, com números bons, Trubisky não foi capaz de fazer o Bears pontuar na defesa do Packers, não é por acaso que foram apenas 16 pontos marcados em 60 minutos de jogo.

O jogo terrestre mais uma vez ficou devendo, com Jordan Howard produzindo um pouco mais de 50 jardas terrestres e o calouro Tarik Cohen tendo somente uma tentativa para apenas uma jarda ganha. Já a defesa foi um pouco melhor, tendo três sacks em Brett Hundley, entretanto a falta de turnovers prejudicou o desempenho da defesa que poderia ter sido melhor. Nesse quesito a defesa  do Bears não conseguiu se quer forçar um fumble e uma interceptação.

Agora o Chicago Bears encara o Detroit Lions no Ford Field, no domingo às 16h no horário de Brasília. Para esse jogo o ataque do Bears tem que funcionar melhor. As campanhas tem que ser mais duradoras e quando chegar à redzone fazer a marcação de touchdowns a fim de complicar a vida do adversário.

O jogo terrestre tem que ser o fator essencial para que isso aconteça. Tanto Howard quanto Cohen devem correr mais, pois isso ajuda Trubisky na escolha das jogadas e assim confundir a defesa advesária. Já a defesa tem que ficar esperta com o jogo aéreo, uma vez que Matthew Stafford conecta bons passes para Marvin Jones e Golden Tate. Além disso, a produção de turnovers será fundamental para o Bears conseguirem mais uma vitória na temporada.

Minnesota Vikings

O líder da nossa divisão, o Minnesota Vikings foi até Washington encarar o Redskins e não tomou conhecimento, impondo uma derrota de 38×30 ao time liderado pelo quarterback Kirk Cousins. O quarterback Case Keenum mais uma vez surpreendeu com sua atuação, fazendo boas campanhas, conectando bons passes ao seus recebedores Adam Thielen e Stefon Diggs. Além desses fatos, outro que marcou muito foi o retorno do quarterback então titular do Vikings, Teddy Brigewater que ficou mais de um ano no estaleiro e viu de perto a chance de encerrar a carreira como jogador devido a grave lesão no joelho. O QB que ficou no banco de reservas chegou até a se emocionar.

Mas vamos falar mais do jogo em si. Case Keenum foi surpreendente mais uma vez. O QB do Vikings produziu para mais de 300 jardas aéreas, quatro passes para touchdown e duas interceptações. Para tal produção os wide recivers Adam Thielen e Stefon Diggs juntos passaram das 200 jardas aéreas com direito a anotação de um touchdown para cada um. O jogo terrestre chegou a 100 jardas com a dupla Jerick McKinnon e Latavius Murray, o último ainda marcou um TD e ajudar na vitória do Vikings.

Já a defesa que é uma das mais fortes da NFL não foi tão bem assim. Foram  30 pontos levados, com Cousins produzindo para quase 330 jardas aéreas e um passe para TD. Apesar disso, esse setor da equipe teve sucesso em um sack em Cousins e uma interceptação. Já o combate ao jogo terrestre foi mais efetivo. Ao todo foram apenas 81 jardas cedidas de um corpo de running backs completo do Washington Redskins.

E na próxima semana o Minnesota Vikings encara o badalado Los Angeles Rams fora de casa no próximo domingo, às 16h no horário de Brasília com transmissão da ESPN. Para conseguir a oitava vitória na temporada, o Vikings terá que continuar com a boa produção ofensiva, com um jogo aéreo consistente e um jogo terrestre um pouco mais ativo a fim de ajudar Keenum nos playactions uma vez que a defesa do Rams está tomando poucos pontos nas partidas.

Já a defesa tem que combater melhor o jogo aéreo, uma vez que Jared Goff está muito bem, conectando bons passes para os wide recivers Sammy Watkins e Robert Woods. Fora que o jogo terrestre com Todd Gurley vai dar trabalho à defesa do Vikings e mesma deverá ter um desempenho impecável  no combate as corridas, apesar da defesa ter se saído bem nesse quesito no último jogo contra o Redskins.

Detroit Lions

E finalizando nosso boletim informativo, vamos falar do Detroit Lions. O time de Matthew Stafford conseguiu obter mais uma vitória na temporada regular da NFL. Desta vez a vitima foi o Cleveland Browns que foi derrotado por 30×24 e que agora detém a pior campanha da liga, isso após o San Francisco 49ers obter a sua primeira vitória na temporada encima do possante New York Giants. Com mais uma derrota no domingo, o Browns soma agora nove derrotas e nenhuma vitória.

Mas falando do jogo, o Lions teve um ótimo desempenho em seu ataque. Matthew Stafford aos poucos vai mostrando o seu valor e nesse jogo contra o Browns, o QB de Detroit conseguiu ter 249 jardas passadas, três passes para touchdown e apenas uma interceptação. Seu principal alvo foi mais uma vez o wide reciver Golden Tate que quase chegou à marca de 100 jardas e teve a marcação de um touchdown. O jogo terrestre até que contribuiu. O running back principal Ameer Abdullah teve 52 jardas corridas em 11 carregadas e um TD marcado.

Se o ataque teve certo equilíbrio, a defesa já não foi tão bem assim. Mesmo encarando um time limitado, o Lions conseguiu ter a proeza de tomar 24 pontos do Browns. O quarterback calouro DeShone Kizer teve sua melhor atuação na carreira em sua curta trajetória na NFL, obtendo 232 jardas aéreas, um passe para touchdown, outro com ele próprio correndo e uma interceptação. Além da pouca efetividade no setor aéreo, a defesa do Lions sofreu na tentativas via terrestre. Não bastasse apenas a marcação de um TD correndo de Kizer, o running back Isaiah Crowell atingiu a incrível marca de 90 jardas terrestres e um TD marcado.

Depois dessa vitória, o Lions tem mais um desafio na temporada. Como foi dito nesta coluna, o Lions recebe o Bears e tenta impor ao rival mais uma derrota e assim continuar com a campanha positiva no atual certame da NFL. Para isso, o jogo terrestre tem que funcionar de forma mais consistente, a fim de que Stafford não fique só realizando lançamentos, apesar de precisos. Na defesa, os ajustes precisam ser mais severos. O combate ao jogo aéreo passa pelo bom pass rush (pressão no quarterback adversário) problema que o Lions tem há anos e não se resolve. E no combate ao jogo terrestre, os tackles tem que ser mais precisos a fim de evitar grande ganho de jardas dos running backs adversários. A dupla do Bears, Howard e Cohen se estiverem inspirados poderão gerar estragos a defesa do Lions e determinar o resultado da partida.