Uma apaixonado pelo Green Bay Packers e um devoto de Brett Favre, Ahman Green, Jordy Nelson e Aaron Rodgers.

Alô alo nação Cabeça de Queijo!!! A semana 7 da temporada regular esta ai, porém o nosso Green Bay teve um enorme revés com a perda do nosso maior ídolo, Aaron Rodgers. No entanto, nossos rivais de divisão continuam tentando de tudo para nos derrubar, apesar de que agora pode ser um pouco mais fácil, uma vez que a divisão ficou aberta. Mas fazer o que, é vida segue. E como é tradição nessa coluna, vocês ficarão sabendo de tudo o que acontece com os nossos rivais e o que esperar deles nessa semana. Então chega enrolações e vamos às informações.

Chicago Bears

O Chicago Bears continua aprontando das suas e obteve mais uma vitória na temporada, desta vez sobre o Baltimore Ravens fora de casa, por 27×24 isso na prorrogação. Agora o time que é liderado pelo quarterback calouro Mitchell Trubisky tem duas vitórias e quatro derrotas, mas com chances de melhorar ainda mais o desempenho da equipe e até quem sabe brigar por playoffs.

Na partida contra o Ravens, Trusbiky teve uma boa atuação produzindo 113 jardas, um passe para touchdown e nenhuma interceptação. Os grandes destaques na recepção ficaram por conta dos tight ends Dion Sims e Zach Miller, ambos chegara à marca de 67 jardas e marcaram dois touchdowns. O jogo terrestre mais uma vez fluiu bem com Jordan Howard batendo uma marca de quase 170 jardas e Tarik Cohen que apesar de ter feito apenas 21 jardas teve a contribuição com a marcação de um touchdown.

A defesa apesar de ter tomado 24 pontos se comportou bem, tendo sucesso em duas interceptações de Joe Flacco e não sofrendo nenhum passe para touchdown do quarterback do Ravens. O combate ao jogo corrido foi bem também e Javorius Allen e Alex Collins tiveram médias baixas de jardas e não pontuaram e nenhum momento da partida. Agora o Chicago Bears recebe o time do Carolina Panthers em busca da terceira vitória. Para isso, Trusbiky e Howard serão fundamentais no ataque e a defesa tem que forçar turnovers, uma vez que Cam Newton está suscetível a sofre perdas de posse de bola.

 Minnesota Vikings

Mais uma vez o Minnesota Vikings em sua casa nos impôs mais uma derrota na temporada. Mas isso só foi possível a dois fatos: a contusão de Aaron Rodgers e a nossa secundária mais uma vez. Poderíamos até ter vencido a partida, Brett Hundley em certos momentos conseguiu fazer nosso ataque caminhar apesar de ter sofrido três interceptações, mas as bolas longas de Case Keenum foram primordiais para mais uma vitória do Vikings desta vez por 23×10.

A lesão de Aaron Rodgers venho já no início da partida, após um passe fora do pocket do próprio Rodgers para Martellus Bennett que dropou e o linerbacker Antony Barr (sem pensar) mesmo com Rodgers não estando com a bola o defensor do Vikings deu um hit desnecessário levando Rodgers ao chão e consequentemente a uma lesão no ombro com a fratura na clavícula. Com isso, o Vikings se aproveitou na partida para construir o placar da vitória, uma vez que o time do Packers se abateu muito com a saída de Rodgers.

Case Keenum mesmo não tendo a seu principal alvo, Stefon Diggs, conseguiu conectar vários passes obtendo 239 jardas, uma passe para touchdown e uma interceptação. O quarterback do Vikings teve como seus principais alvos Adam Thielen que quase bateu a marca de 100 jardas e Laquon Treadwell que passou das 50 jardas. Por terra, Jerick McKinnon percorreu 69 jardas e ainda marcou dois touchdowns. E nesse domingo à tarde o Vikings recebe o Baltimore Ravens, e o ataque terá que se sobre sair a forte defesa adversária e a defesa tendo boas atuações como as vistas nos últimos jogos poderá ser mais uma vez decisiva para a vitória de Minnesota.

Detroit Lions

O que acontece com o Detroit Lions? O time mais uma vez teve uma atuação vergonhosa ao ponto de levar uma sapatada do New Orleans Saints de 52×38. O time chegou a estar perdendo por mais de 30 pontos de diferença, mas conseguiu diminuir a pontuação no placar e o tamanho da vergonha com a derrota bem atípica. Com essa derrota, o Lions está com uma campanha de três vitórias e três derrotas, mesmo assim com tantos problemas do time de Detroit tem chances de levar a divisão.

Apesar de ter levado uma pontuação gigantesca, Drew Brees produziu pouco, tendo 186 jardas, dois passes para touchdown e duas interceptações obtidas por A’Shawn Robinson que retornou para touchdown e Darius Slay. Porém, algo que ajudou muito Brees foi bom desempenho do jogo terrestre o que desgastou demais a defesa do Lions. Agora sem a sombra de Adrian Peterson na equipe, Mark Ingram e o calouro Alvin Kamara começaram a fazer estragos enormes na defesa do Lions que se mostrou ineficiente no setor. Ingram passou das 100 jardas e marcou dois touchdowns e Kamara teve 75 jardas, porém não marcou nenhum touchdown.

O ataque do Lions até que se foi regular, porém a má qualidade física de Matthew Stafford e o jogo corrido inexistente e fizeram o Lions amargar uma dura derrota. Stafford passou das 300 jardas deu passe para a anotação de três touchdowns, mas foi interceptado por três vezes com direito a duas pick six de Marshon Lattmore e Cameron Jordan. Para Stafford ter atingido tal marca em jardas só foi atingida devido à dupla Golden Tate e Marvin Jones obtiveram juntos 192 jardas aéreas e dois touchdowns marcados. E nada como uma semana de bye para se resolver os problemas da equipe. O Lions agora só joga na próxima semana contra Pittsburgh Steelers no Ford Field.