Uma apaixonado pelo Green Bay Packers e um devoto de Brett Favre, Ahman Green, Jordy Nelson e Aaron Rodgers.

Alô alô nação Cabeça de Queijo!!! Sei que é triste dizer isso, mas não somos nós o líder da NFC North. Mas a nossa paixão pelo Green Bay nos motiva a acreditar que nosso time pode ir à busca de mais uma vitória na temporada regular. O Minnesota Vikings permanece o líder da divisão com oito vitórias e apenas duas derrotas, em segundo está o Detroit Lions com seis vitórias e cinco derrotas, nós viemos logo em seguida com cinco vitórias e cinco derrotas e nosso eterno lanterninha Chicago Bears com três vitórias e sete derrotas.

Com a classificação da divisão atualizada, vamos às informações e estatísticas de cada time e saber o que eles tem feito e os erros que podem ter sido cometidos pelas franquias e assim ter comprometido o resto da temporada e assim o sonho de ir aos playoffs ter ido por água abaixo. Mas vamos parar de bobeira porque aqui é trabalho e tem muita informação para vocês saberem.

Chicago Bears

O Chicago Bears continua sendo o patinho feio da nossa divisão. Depois de ter que amargar mais uma derrota para nós Cabeças de Queijo, o Bears teve que sofrer com mais um revés para outro rival de divisão, o Detroit Lions. A equipe de John Fox até conseguiu manter uma consistência, chegando a abrir um 21×7 ao fim do primeiro tempo.

No entanto, todo o trabalho foi para o espaço. No segundo tempo o time não conseguiu marcar touchdowns e acabou sucumbindo, e assim o Lions se aproveitou e virou o jogo por 27×24 nos minutos finais. Mitchell Trubisky mais uma vez teve uma atuação regular, com 179 jardas, um passe para touchdown e nenhuma interceptação. Já pelo setor terrestre as coisas foram um pouco melhores. O running back Jordan Howard conseguiu passar das 100 jardas e marcou um touchdown. Além dele, o running back calouro Tarik Cohen produziu para mais de 40 jardas e anotou um touchdown.

No setor defensivo, o Bears mais uma vez foi muito irregular. Em sacks até que a equipe foi bem com três sacks encima de Matthew Stafford. Mas a produção de turnovers foi bem inefetiva. Em 60 minutos contra o Lions, foram apenas um fumble forçado e nenhuma interceptação. Isso foi um dos fatores que fizeram o Bears saírem derrotados do Ford Field. Fora que o kicker Connor Barth jogou o time no mato após um field goal que poderia ter levado a partida à prorrogação e assim o Bears terem a chance de vitória.

A temporada segue para o Chicago Bears. Nesse domingo a equipe vai até a Philadelphia encarar o Eagles. Muitas coisas devem mudar se o Bears quiserem sair vitoriosos contra o poderoso Eagles. A primeira delas e uma maior efetividade de Trubisky na partida, acertando mais passes longos e precisos para que o time pontue mais.

No jogo terrestre, Howard e Cohen serão peças fundamentais para que a defesa do Eagles que está doutrinando nessa temporada canse e assim a estratégia do ataque para vencer a partida seja mais otimista. Já a defesa tem que forçar mais turnovers e uma pressão mais bem sucedida encima de Carson Wentz que gosta de lançar várias big plays e assim castigar as secundárias adversárias. Por fim, mais um destaque para o Bears é a estreia do kicker brasileiro Cairo Santos. Cairo chega a Chicago após os vários vácilos de Connor Barth, em especial contra o Lions na semana 11.

Resumão de Minnesota Vikings e Detroit Lions e suas partidas anteriores

Para não ficarmos tão repetitivo, vamos analisar nossos dois rivais de forma conjunta, uma vez que os dois já se enfrentaram em campo na quinta feira, feriado de Thanksgiving. Mas primeiro vamos falar das partidas em que Lions e Vikings tiveram na semana 11 e depois falarei sobre o que aconteceu na última quinta feira.

Vikings e Rams

Então vamos aos fatos, e nesse primeiro momento vamos destacar o líder da nossa divisão, o Minnesota Vikings. Na semana 11 a equipe de Mike Zimmer jogou em casa e recebeu outra franquia que esta sendo a sensação nessa temporada, o Los Angeles Rams. O jogo que tinha para ser muito equilibrado, mas acabou por não corresponder às expectativas. O Vikings teve uma grande dominância no jogo, o placar de 24×7 diz bem isso.

Case Kennum que está tendo a sua melhor temporada na NFL não teve aquela atuação, mas foi o suficiente para levar o time a vitória.  Ao todo foram 280 jardas, um passe para touchdown e nenhuma interceptação. Porém, por outro lado, outros dois jogadores tiveram atuações relevantes. Latavius Murray atingiu 95 jardas e anotou dois TDs. Pelo setor aéreo, Adam Thielen teve um desempenho para mais de 120 jardas e marcou mais um TD na temporada.

E o placar só teve essa diferença de pontos devido a mais uma excelente atuação da defesa do Vikings. A equipe tem um das melhores médias quando se fala pressão no quarterback. Nessa partida foram apenas dois sacks, mas que fazem a diferença em um jogo e que pode decretar a vitória ou derrota de um time. Além dos dois sacks, a defesa do Vikings conseguiu forçar um fumble. Poderia ser melhor, mas os números não podem ser desprezíveis contra um time que vinha embalado na temporada regular.

Bears e Lions

Como foi dito nas informações sobre o Chicago Bears, o Detroit Lions conseguiu mais uma vitória no certame da NFL. O time de Matthew Stafford e companhia conseguiu sair de uma posição desfavorável na partida estando perdendo por duas posses de bola já no primeiro tempo. Mas após o intervalo, tudo foi ajeitado e o Lions conseguiu mais uma importante vitória que os mantém vivos para sonhar com playoffs.

Falando da partida em si, Matthew Stafford teve um ótimo desempenho, tendo 299 jardas passadas, dois passes para TD e nenhuma interceptação. Além dele, outro que teve uma atuação muito regular foi Marvin Jones que recebeu quatro passes para mais de 80 jardas e ainda anotou um TD. Vale lembrar que Jones está sendo o principal alvo de Sttafford nas últimas partidas. No jogo terrestres as coisas não continuam boas. Theo Reddick e Ameer Abdullah não conseguiram passar das 60 jardas e não anotaram se quer um TD.

Já na defesa os problemas continuam os mesmos. O pass rush do Lions não funciona, só um sack foi feito ao longo da partida inteira. Isso acaba por facilitar demais a vida dos QBs adversários. Além disso, os tunorvers não existiram nesse jogo por parte do Lions. Mesmo com uma secundária muito boa e que vai bem nesse quesito, no jogo contra o Bears ela se quer apareceu em campo.

Jogo de Thanksgiving

E para encerrar as informações da NFC North, vamos falar sobre o que aconteceu sobre o duelo entre Vikings e Lions no feriado de Thanksgiving. A partida até que foi equilibrada até o quarto período quando faltando um pouco mais de sete minutos o quarterback Matthew Stafford teve uma torção no tornozelo e acabou por comprometer a reação do Lions que até esse momento perdida apenas por quatro pontos.

O Vikings vem provando a cada rodada que vai estar nos playoffs dessa vez. Diferentemente da temporada passada, a equipe de Mike Zimmer vem muito bem e obrigado e tem chances reais de pegar folga na primeira rodada de playoffs. Na partida contra o Lions, Case Keenum mais uma vez surpreendeu de forma positiva, com 282 jardas aéreas, dois passes para touchdown e nenhuma interceptação. O tight end Kyle Rudolph foi outro destaque da partida, com dois TDs marcados, para 63 jardas recebidas. Com o ataque aéreo funcionando, o terrestre vai bem também, mesmo com a ausência do calouro Dalvin Cook. Latavius Murray correu para mais de 80 jardas e anotou um TD.

Já a defesa de Minnesota se mostrou regular, mas com muita intensidade. Foram apenas dois sacks em Stafford e não forçou nenhum turnover. Vários momentos Stafford foi forçado a se livrar rápido da bola, e mesmo assim o QB do Lions teve um bom desempenho com 250 jardas, dois passes para TD e uma interceptação. Isso pode ter servido de alerta à secundária do Vikings que tomou várias bolas nas costas.

Pelos lados do Lions os problemas a serem resolvidos são maiores. A equipe de ataque mais uma vez sofreu com o jogo terrestre, que ficou anêmico em boa parte do jogo. Reddick e Abdullah tiveram míseras 34 jardas corridas e nenhum TD marcado. Por outro lado, Marvin Jones vem tendo a sua melhor temporada na NFL. O wide reciver mais uma vez passou das 100 jardas aéreas, com dois TDs anotados sendo que o primeiro foi com uma recepção espetacular.

Se o ataque foi aos trancos e barrancos e mesmo assim pontou, a defesa do Lions continua com seus problemas crônicos. Apesar de terem forçado três sacks em Keenum, a defesa do Lions continua inconsistente na pressão no quarterback. Nessa partida, Keenum por várias vezes teve tempo para compreender melhor a jogada e assim fazer os lançamentos. Isso acaba por comprometer o trabalho da secundária que não consegue marcar as recepções dos wide recivers mano a mano e a quantia de jardas ganhas é muito maior, além de possibilitar mais pontuações ao adversário.

Por hoje é só, nos encontramos semana que vem, até lá. Go Pack Go!!!