Rookie do Cheeseheads Brasil, torcedor do Maior time da NFL desde os 11 anos. Fanático pela história desse tal time de Wisconsin que amamos. E Torcedor do Legítimo Campeão da Copa do Brasil de 94.

Na noite da última terça feira, dia 9 de janeiro, o Packers anunciou a contratação de Mike Pettine como novo coordenador defensivo e Joe Philbin já está certo para voltar ao cargo de coordenador ofensivo. Os dois somam-se à Brian Gutekunst, novo General Manager da franquia, na tríade da mudança que aconteceu nos últimos dias.

Mike Pettine, novo DC(Foto: CBSSports.com)

Após o fracasso da última temporada, mudanças começaram a acontecer em Wisconsin. Dom Capers, coordenador defensivo cheesehead desde 2009, e Edgar Bennett, coordenador ofensivo durante as 3 últimas temporadas, foram demitidos. Ted Thompson, general manager da equipe desde 2005, teve uma mudança de cargo e agora será Conselheiro Sênior para Operações de Futebol. Como o novo cargo de TT foi criado agora especialmente para ele, não se sabe ao certo qual será sua nova função, mas, é fato que após 13 anos ele deixa de ser o homem forte de Green Bay.

Brian Gutenkust foi o primeiro a ser anunciado. O nosso novo general manager tem 44 anos e chegou ao Packers em 1998, como olheiro. Em 2002 foi promovido para a função de Diretor dos Olheiros do College, cargo que ocupou até 2016, quando se tornou Diretor de Pessoal. Com a sua promoção, Gutekunst se torna o sexto general manager pupilo de Ron Wolf, lendário GM do Packers nos anos 90. Em sua entrevista de apresentação falou que seria mais agressivo na free agency que o seu antecessor.

Brian Gutekunst, novo GM(Foto: Packers.com)

Mike Pettine, o novo DC, começou sua trajetória na NFL em 2002 no Baltimore Ravens como assistente técnico. Em 2008, foi para o New York Jets como coordenador defensivo e junto com Rex Ryan montou uma defesa que foi top 10 da liga durante todo o seu período em New York, que culminou em duas finais de conferência. Em 2013 foi para Buffalo, novamente como DC, e manteve o nível do trabalho com mais um defesa entre as melhores da liga. Seu sucesso como coordenador lhe rendeu o cargo de técnico do Cleveland Browns, onde ficou por 2 temporadas com um total de 10 vitórias e 22 derrotas, vale lembrar que após sua saída os Browns venceram apenas 1 de 32 jogos. Desempregado desde que saiu do Browns, Pettine chega ao Packers com a missão de fazer novamente uma defesa top 10 para não deixar todo o peso pelo sucesso do time nas costas de Aaron Rodgers.

O nosso novo coordenador ofensivo não é tão novo assim, Joe Philbin já ocupou o cargo entre 2007 e 2011. Durante esse período, o Packers passou pela transição entre Brett Favre e Aaron Rodgers, e foi justamente no primeiro ano de A-Rod a única vez que o ataque verde e dourado não ficou entre os melhores da liga. Após a incrível temporada de 2011, com 15 vitórias, 1 derrota e o melhor ataque da liga desde o New England Patriots de 2007, Philbin recebeu um proposta para ser o técnico do Miami Dolphins. Foi técnico do time da Flórida até 2015, com um total de 24 vitórias e 28 derrotas, após sua saída, foi para Indianapolis como assistente do técnico Chuck Pagano e agora retorna ao cargo que o consagrou. É desejo de toda a Packer Nation que o sucesso de outrora volte a acontecer em Wisconsin.

Joe Philbin, nosso “velho novo” coordenador ofensivo.(Foto: Packers.com)

A temporada 2017 foi frustrante. Mas, não se pode falar que não ocorreram mudanças. Por mais que muitos ainda peçam a demissão de Mike McCarthy, todo o seu entorno foi mudado. E com um general manager novo querendo mostrar serviço e dois coordenadores que já provaram ao mundo do que são capazes, é inegável que o Packers está querendo trazer o Lombardi de volta para casa. Agora é aguardar o draft e a free agency para ver o time que será montado para quando a bola oval finalmente voltar a voar em setembro.