Salve, nação Cabeças de Queijo! Que final de semana desastroso não? Sem contar com as corriqueiras lesões em nosso time, perdemos nossa estrela Aaron Rodgers. O camisa 12 quebrou a clavícula, ainda no primeiro quarto, após um tackle do linebacker Anthony Barr, do Vikings. Com isso, nosso quarterback será Brett Hundley. Muito provavelmente, até o final da temporada.


Aaron Rodgers após tackle do LB Anthony Barr. (Fonte: mlive.com)

Hundley é um promissor quarterback escolhido na quinta rodada do draft de 2015. Em sua carreira universitária, jogou pela UCLA e foi titular de 2012 a 2014, onde é o segundo melhor em jardas aéreas e o primeiro em passes para touchdown, na história da universidade (9.966 jardas e 75 touchdowns).


Hundley em ação no Combine. (Fonte: https://lombardiave.com)

Em sua primeira temporada como titular, Hundley completou 318 passes em 478 tentativas para 3740 jardas; lançou 29 touchdowns e 11 interceptações. Seu rating médio após o final da temporada foi de 147.7. Além dos 29 passes, Hundley também correu para 9 touchdowns. A UCLA avançou para o PAC-12 Football Championship Game, onde foi derrotada por 27-24 pela universidade de Stanford. Uma primeira temporada excelente para o rookie.


Brett Hundley jogando por UCLA. (Fonte: http://www3.pictures.zimbio.com)

Em 2013, Hundley comandou os Bruins até o titulo do Sun Bowl, onde derrotaram com facilidade Virginia Tech, por 42-12. Hundley foi nomeado MVP do Sun Bowl junto com o linebacker Jordan Zumwalt. Na temporada de 2013, ele completou 248 de 371 passes para 3071 jardas; lançou 24 touchdowns e 9 interceptações. O que lhe deu um rating médio de 152,9. Neste ano, Hundley foi cotado para o draft como um quarterback promissor, mas preferiu retornar a UCLA para sua temporada como senior.


QB Brett Hundley no Sun Bowl. (Fonte: http://andrewjweber.com)

Jogando sua última temporada como quarterback dos Bruins, Hundley ultrapassou Cade McNown em passes para touchdowns, se tornando o atleta com maior número da história da Universidade. Brett foi nomeado ao segundo time do All-Pac-12 (Marcus Mariota foi o outro quarterback selecionado).

Pelo Packers, em jogos de temporada regular, Hundley não teve muitas oportunidades de mostrar serviço. Suas maiores participações vieram em jogos de pré-temporada. Em 2015, na sua primeira pré-temporada, o jovem quarterback havia completado 45 de 65 passes, para 630 jardas, 7 touchdowns e uma interceptação. A pré-temporada de 2016 foi bem atípica: Hundley lançou apenas 7 passes, dos quais acertou 5 para um ganho de 67 jardas em partida contra o Raiders.


Hundley #7 e seu tutor Rodgers #12. (Fonte: Wiscnews.com)

Na pré-temporada deste ano, Hundley foi um dos destaques. Ele jogou os quatro jogos, completou 48 das 76 tentativas de passes para 482 jardas, lançou 3 touchdowns e uma interceptação. Brett Hundley já mostrou, desde seus tempos de universitário, que é talentoso. Agora, é a chance de sua vida em mostrar que pode fazer esse ataque fluir.


QB Hundley jogando contra os Eagles na pré-temporada de 2017 (Fonte: ESPN.com)

Hundley deixou a desejar em sua segunda aparição nesta temporada (ele jogou alguns snaps contra a equipe do Bears). Contudo, o fato é que com inúmeras lesões que tivemos em nossa linha ofensiva, enfrentando uma das melhores defesas da NFL e, com uma equipe completamente abalada após perder seu principal jogador, não se pode cobrar muito dele.


Ataque dos Packers contra os Vikings no último domingo. (Fonte: https://onmilwaukee.com)

Agora é com você Brett Hundley. Agora é pra valer!

Mostre todo seu talento e nos ajude nesses tempos de pessimismo. Eu confio nele! E você, caro leitor?

Acredita que é possível alcançarmos os playoffs?